Nosso Blog

2abr 2018

Como fazer gestão de projetos?

Gestão de Projetos

A Gestão é o assunto do mundo corporativo da atualidade e assim será por longos anos, pois compete na administração ou gerenciamento das atividades de maneira eficiente com a finalidade de alcançar os resultados propostos com efetividade em cada etapa.

A padronização da forma de trabalhar em uma determinada área promove a otimização de tempo, custos, recursos e resultados, pois através no know-how é possível trabalhar de maneira uniforme e globalizada, assim como ocorre com as normas internacionais da contabilidade.

Com base neste contexto surge a necessidade de padronizar os processos de gestão dos diversos projetos corporativos que são realizados por todo o mundo com práticas já aceitas e praticadas nesta área, para isso foi criado uma instituição sem fins lucrativos que é composta por profissionais de gestão de projetos denominada Project Management Institute o PMI que desenvolvem um guia de gestão com conjuntos de práticas que são aplicadas à gestão de projetos. Esse guia é conhecido como Project Management Body of Knowledge o PMBOK, que traduzido ao pé da letra é Conhecimento de Gerenciamento de Projetos.

O PMBOK encontra-se hoje na sexta edição, pois periodicamente recebe atualizações e implementações de conteúdos referente as práticas comprovadas de gestão de projetos, que desde seu surgimento em 1996, na primeira edição é revisado pelo PMI.


A importância dos relatórios de sustentabilidade na tomada de decisão.

Relatorio de Sustentabilidade


Dentro do PMBOK temos cinco grupos de processos contendo dez áreas de conhecimentos, então as áreas de conhecimento são:

1-Escopo – está relacionado ao entendimento das somatórias dos esforços compreendidos para a realização do projeto;

2-Tempo – nesta etapa é definido a cronologia da execução do projeto desde o início até a conclusão;

3-Custo – nesta área pré-estimamos e calculamos os custos envolvidos no projeto;

4-Qualidade, nesta área nós conferimos as ferramentas de controle para garantir a qualidade do projeto;

5-Recursos Humanos – nesta área apurando a necessidade de pessoal para realizar o projeto;

6-Partes Interessadas – são conhecimentos como stakeholders, são pessoas ou grupo de pessoas que estão ligadas aos projetos de maneira direta ou indiretas;

7-Aquisições – Nesta área ocorre a verificação das contratações ou compras que se fazem necessário ao projeto;

8-Comunicações – Esta área assegura a geração e a entrega das informações de maneira apropriada para o determinado projeto;

9-Riscos – Permitir conhecer as exposições do projeto aproveitando os pontos positivos maximizando estes e minimizando os pontos negativos de exposição do projeto;

10-Integração – Nesta etapa é onde atua o gestor de projetos buscando fazer de maneira assertivas “as coisas acontecerem” atuando com liderança operacionalizando o que foi planejado.

Essas áreas do conhecimento são operacionalizadas através dos grupos de processos, começando com a iniciação, planejamento, execução, controle e encerramento.

O gerente de projetos é o profissional do futuro, pois atualmente verificamos que as empresas buscam otimização dos custos e maximização dos resultados dos projetos que necessita realizar. Visando encontrar este profissional da maneira correta, alguns pré-requisitos são diferenciais no momento da contratação, como a verificação a certificação profissional deste gestor de projeto.


A importância da Governança Corporativa nas entidades

Arte para Governança Corporativa


A certificação deste profissional também passa pelo instituto PMI, que desde 1984 avalia e aprova através de exames atribuindo o título de Project Management Professional o PMP considerado em nosso pais a tradução de Gerente Profissional de Projetos. Este profissional está apto para trabalhar de maneira dedicada a está área, pois irá garantir a execução das boas práticas e habilidades eficientes para realização dos projetos.

O PMP poderá realizar seu trabalho no departamento composto por profissionais da área em uma determinada organização, todos para assegurar o cumprimento das diretrizes específicas da área de projetos, esse departamento é conhecido como Project Management Office o PMO.

Desse modo com as mudanças na edição do PMBOK o profissional PMP poderá usufruir de novos conteúdos e mudanças de conceitos, como por exemplo Recursos Humanos passa a se chamar apenas recursos e a inclusão dos métodos ágeis. O entendimento dos ambientes conhecimentos como preditivos, isto mais previsíveis e os métodos ágeis, que auxiliam na coleta de requisitos para realização dos trabalhos, com a inclusão de novas considerações para cada uma das áreas do conhecimento por exemplo.

Por: Rodrigo Prado


Caro leitor,

– Caso encontre algum erro por gentileza nos comunique no e-mail.

– Esse material foi elaborado de maneira acadêmica, ou seja, este assunto deve ser explorado amplamente para o melhor aperfeiçoamento profissional

– Por gentileza nos contate por e-mail contato@profissionaleacademico.com.br


Leia Também:

A importância da Governança Corporativa nas entidades

QUE TAL TRABALHAR FAZENDO O QUE VOCÊ AMA? SIGA OS 3 PASSOS.

Fidelizar o cliente é a nova tendência mundial

10 Atividades recrutamento e seleção nas empresas

Leave Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *